Google+ Followers

quarta-feira, 3 de abril de 2013

ESTATUTO DA DIVERSIDADE SEXUAL

Por Néa Tauil


Em  O mal-estar na Civilização(1930), Freud menciona que ¨o sofrimento nos ameaça a partir de três direções: de nosso próprio corpo, condenado à decadência e à dissolução, e que nem mesmo pode dispensar o sofrimento e a ansiedade como sinais de advertência; do mundo externo, que pode voltar-se contra nós com forças de destruição esmagadoras e impiedosas; e, finalmente, de nossos relacionamentos com os outros homens.¨

Para Freud, o sofrimento mais penoso são os nossos relacionamentos. Nota-se que a discriminação em todas as suas formas e a predominância com base na orientação sexual e na identidade de gênero ratifica o pensamento freudiano.

O primeiro passo em outra direção talvez seja homens e mulheres de consciência, rejeitar a discriminação reivindicando tratamento igualitário a todos os cidadãos, independente de sua orientação sexual ou identidade de gênero.

Quando compreendemos por que apontamos o dedo, podemos começar a nos libertar de nossas percepções distorcidas e julgamentos destrutívos a respeito dos outros. Vamos juntos fazer democracia assinando a petição pública do ESTATUTO DA DIVERSIDADE SEXUAL. Acesse o site oficial http://www.estatutodiversidadesexual.com.br e assine essa ideia.



Referência: Freud S.(1930). O mal-estar na civilização. In: Obras psicológicas completas.
Edição Standard Brasileira. Vol.XXI Rio de Janeiro: Imago 
Psicoterapia Beneficia as Pessoas! http://psicologaneatauil.blogspot.com